Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Notícias

Newsletter

Joel da Harpa diz que Exército não está preparado para policiamento ostensivo e preventivo

Ao lamentar a morte do músico Evaldo Rosa dos Santos, no Rio de Janeiro, assassinado por militares do Exército, o deputado Joel da Harpa (PP) fez, nesta quinta (11),  uma reflexão sobre o papel das Forças Armadas. “O Exército não está preparado para fazer policiamento ostensivo e preventivo.” Na análise do parlamentar, esse problema se dá justamente pela ausência de investimentos nas corporações policiais. “Se tivéssemos uma polícia bem remunerada, qualificada e com bons equipamentos, não haveria a necessidade de ter o Exército nas ruas”, frisou. Por esse motivo, o deputado chamou atenção para a necessidade de o Governo do Estado investir em qualificação profissional, apoio psicológico e melhores salários para as polícias. “Nosso clamor é no sentido de que se aumentem os investimentos, sobretudo no profissional, para que ele possa prestar bem os serviços de segurança”, ressaltou. Joel da Harpa disse reconhecer o papel do Exército brasileiro, sobretudo o trabalho social, além de ter confiança no patrulhamento feito pelos militares nas fronteiras. “Eles estão preparados para defender todo o território nacional, em caso de guerra. A atuação dessa força, principalmente no Sertão, é de extrema importância, ao levar água para os mais pobres, por meio de carros-pipa, bem como no apoio à construção e recuperação de estradas”, prosseguiu. O parlamentar também voltou a defender o porte de armas de fogo pelas Guardas Municipais.
11/04/2019 (00:00)

Contate-nos

Rua dos Andradas  , 1560  , 16º andar
-  Centro
 -  Porto Alegre / RS
-  CEP: 90020-010
4003 84030800 880 8403
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia